terça-feira, 19 de junho de 2012

ANDALUZIA - A minha Sevilla

A cidade de Carmen, Don Juan e Fígaro...

A vida ferve dos dois lados do Rio Guadalquivir, que “junta e separa” Sevilla de Triana. Conta a lenda que Sevilla foi fundada por Hércules e conta a história que Triana foi o bairro cigano, onde floresceu  o flamenco. É possível encontrar tablados e Flamenco de raiz em Triana e lugares típicos de aulas e shows em Sevilla, mas a cidade tem muito mais que Flamenco...Uma cidade rústica e ao mesmo tempo cosmopolita. Eu diria que Sevilla é a “Paris” de Andaluzia!

 A minha Sevilla tem muitas faces e algumas me marcaram muito. Sempre que a visito, refaço alguns caminhos e descubro algo novo, mesmo que pareçam óbvios:Almoçar ou jantar no Restaurante “El Faro” que fica na Ponte de Triana...a vista é imperdível. Tive a oportunidade de estar na mesma mesa em 02 momentos diferentes e com amigos diferentes....uma em 2007 e outra em 2010.  
Passear e “tapear” nos bares à noite, e conhecer o El Riconcillo, fundado em 1670 e que traz a história de Sevillla em todas as suas paredes e balcões.


Aproveitar as noites e bares em Triana na beira do Rio para uns drinks e tapas. Subir a “La Giralda” que tem uma rampa onde o astrônomo subia à cavalo. Depois de descer, parar na Starbucks e se deliciar com um café. Caminhar na Calle Sierpes e ver as lojas de marcas da Europa, aproveitar as “rebajas” e sempre, sempre, parar para um café.
Visitar a Plaza de España e apreciar a arte “Mudejar”. Registrar a arquitetura e o estilo árabe que tanto influenciou Andaluzia.  




Programar uma tarde no Museo de Baile Flamenco Cristina Hoyos, onde concentra uma parte importante da história e dos artistas que se destacaram nos anos 60. O ingresso pode ser completo para visitação ao museu e show e no local funciona uma escola de flamenco para vários níveis.


Tirar uma manhã para o Museu de Belas Artes , que fica num antigo convento e tem coleções de artistas muito importantes na história, tais como Murillo, Ribera, El Greco, Pacheco, Roelas, Herrera, Zurbarán

Conhecer a Plaza del Toro, onde as histórias das touradas são glamourosas e cheias de lendas.
E o melhor da minha Sevilla....é fazer um passeio noturno aos arredores da Catedral e seguir pelo Bairro de Santa Cruz, que já foi local de abrigo para os judeus (expulsos durante a Inquisição). As ruas estreitas, os becos e as pequenas praças que surgem ao caminhar.....o silêncio...e a noite...dá para ver e sentir as sombras de casais apaixonados que um dia caminharam e se encontraram furtivamente naquelas ruelas...e eles ainda não sabem que o tempo passou...e eles ainda não sabem que não vivem mais ali.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradeço seu comentário. Andrea Pires

Visite Brasília

Andrea Pires

Blog Com Salto&Asas, um lugar onde compartilho memórias das viagens que mudaram minha vida, mas também inspiro mulheres que queiram experimentar a vida e sua própria companhia! Planejar, Sonhar e Realizar. Assim é que me sinto com o Mundo nas Mãos! Para contato direto comsaltoeasas@gmail.com

Cadastre seu e-mail

Tags

Adquira aqui seu e-book