quinta-feira, 20 de setembro de 2012

TIRADENTES - MG, Corrida de aventura X-TERRA

Então...sempre escrevo aqui o que passou, ou seja, a viagem feita! Este post vem com uma novidade....estou colocando a viagem na etapa de planejamento! Ou seja...como chegar lá, na prática!
O roteiro é simples e tem um propósito : Corrida de aventura X-TERRA, em Tiradentes – MG...
É...cara (o) amiga (o).....fazer coisas diferentes requer se “enturmar” com grupos diferentes e a corrida é uma excelente forma de aproximar pessoas...Principalmente quando a gente se propõe a fazer parte de um grupo com profissionais cheios de inovação, como é TIME Olha só como isso nos proporciona oportunidades : Uma viagem para praticar a corrida e desfrutar de cultura e gastronomia....e com pessoas que “curtem” coisas parecidas....viu só? Nem sempre viajar sozinho é estar sozinho....como tenho dito...
Humildemente eu tento acompanhar esse grupo de aficionados pela corrida. Pelo menos mantenho a regularidade de treinos (2 vezes por semana com o grupo no Parque da Cidade e 1x por semana por conta própria, geralmente aos domingos), seguindo as planilhas e orientações que me são recomendadas. No entanto, classifico-me como atleta amadora, pois não tenho nenhuma pretensão de vencer a barreira dos 10kms. E a corrida tem um propósito de manter-me condicionada para dançar Flamenco.....que é meu principal objetivo e paixão. Vejam vocês que, assim como eu sou apaixonada pelo Flamenco, conheci pessoas que são aficionadas pela corrida!!!!  Na mesma intensidade....pessoas que são capazes de viajar um mundo para vivenciar uma maratona....Mais um exemplo de como uma PAIXÃO pode nos dar ASAS....
A corrida é um esporte democrático e barato. Só preciso de um espaço, tênis e shorts....é uma atividade que não tem desculpas para não praticar.  E assim, com treinos e mais treinos, dentre as várias atividades que a TIME organiza e nos incentiva, surgiu o convite para fazer a X-TERRA, uma a corrida de aventura pela Estrada Real em Tiradentes-MG, no dia 29 de setembro de 2012.. Tudo organizadinho pela TIME e a agencia de viagens Conquistare Turismo Esportivo e Lazer, a preços e logísticas justos....
Então, eu decidi ir para Tiradentes por 3 motivos : conhecer a cidade e vivenciar sua história (estou numa fase de história do Brasil), me embalar na gastronomia e, claro, vivenciar a corrida noturna de aventura.



Além da logística, tem a preparação para a corrida. Eu me inscrevi no menor percurso, cerca de 7,5km. A TIME me preparou uma planilha com treinos direcionados e meu planejamento tem sido :
-Seguir a planilha de treinamento nos dias de semana : não faltar nenhum dia de aula para manter o condicionamento, com muitos treinos de areia, que me causam vertigens e muitas dores, mas necessários para a prova.
-Correr aos domingos em terreno acidentado: onde moro tem muitas subidas e o percurso fecha em 7 km, muito próximo do percurso da corrida.
-Manter o Pilates como fortalecimento para evitar lesões
-Fazer pelo menos 01 treino mais forte com o grupo: me aventurei a acompanhar o grupo num treino mais específico e o que era para ser 8km virou 12 km. Pensei em desistir, mas...enfim...foi uma experiência incrível e determinante para minha posição de ATLETA AMADORA..., nesse dia assumi que sou um “estranho no ninho” e que muito provavelmente eles são de outro mundo, pois conseguiram cumprir correndo o percurso que deveria ser de 14km, mas era muito mais..... No final dos meus 12kms...eu tinha vertigem.....o treino foi num terreno bem acidentado, com descidas, subidas, poeira, pedras, rio e, claro, uma seca de 20% de umidade! Isso não é coisa de Deus!!! E, confesso que depois desse treino, quase desisti....
Agora, se vocês acham que a atleta amadora aqui fez um planejamento pesado, olha só o como o Luciano Freire, um amigo da TIME,  se programou. Ele é atleta profissional e tem um blog bem legal que se chama “Um Paraibano Corredor”. Um exemplo de como a corrida pode ser uma paixão estimulante e benéfica. Treino para ele é coisa muito séria......E não ficou só nos treinos de corridas.
Temos uma história de paixões muito parecidas...ele com a corrida e eu com o flamenco...então, já que eu estava treinando para a corrida e sofrendo.....eu convidei-o a experimentar uma aula de flamenco...e ele topou...quer saber como foi?
“Faaaaaal Galera!!! 
Beleuza de Creuza? Então, vamos aqui falar um pouco dos meus preparativos para o X-Terra - Etapa de Tiradentes? Este é um post que estou escrevendo com minha amiga Andrea Pires. E antes de mais deixa eu te dizer uma coisa Andrea: não é porque você não quer passar dos 10km e eu curtir as minhas maluquices de 42km que eu sou profissa e vc amadora!!!! Apenas temos perfis diferentes (posso até usar explicações astrológicas para tal). Mas de fato... você busca qualidade de vida e eu treino, me alimento, me planejo e vivo a corrida como um atleta... embora nunca vá ser um vencedor em prova alguma! E parabéns por ter se superado naquele treino (eu sei que não foi de Deus não!!! Mas agora você tem uma bela história para contar rsrsrs).
Ok, agora a corrida e a viagem em si: correr é uma grande paixão minha e do pessoal da TIME. Estamos unidos por essa paixão e por causa dela somos grandes amigos. E quer coisa melhor que manter a motivação do que viajando para fazer o que gosta? É de praxe escolher uma prova específica em algum lugar do Brasil (e do mundo) para corrermos, e consequentemente conhecermos o lugar, sairmos juntos como grupo e aprofundarmos esses laços de amizade.
O fato de escolhermos uma prova nos leva a dedicação para aquela prova. Fica bem como atleta profissional mesmo, que foca nas Olimpíadas ou Pan-Americanos. Sentamos com nosso treinador e estabelecemos nossos objetivos. E eles são bem distintos. Há aqueles que vão para se superar, há aqueles que querem baixar tempo, outros apenas para curtir. Mas em todos os casos ganhamos planilhas de treinos mensais que nos ajudarão a desenvolver determinadas habilidades. Mês a mês vamos executando cada treino e avaliando nosso progresso. É ai que vem a disciplina. É importante treinar bem (e quando digo bem, digo treinar forte quando é para treinar forte, e descansar quando é para descansar). Musculação é fundamental para fortalecer as pernas e preservar as articulações (ninguém quer chegar lá na frente feito um "véio cheio de dor" né?). Alimentação nem se fala. Nunca treinar sem comer antes e depois do treino. Comer de 3 e 3 horas e escolher os alimentos certos que proverão os nutrientes que seu corpo precisa para se recuperar do esforço e voltar mais forte (a corrida só envelhece se não nos alimentamos direito... para quem provê ao corpo de antioxidantes, ele fica mais jovem do quem não corre). A preparação para uma corrida de aventura exige que pelo menos uma vez por semana seja feito um treino em terrenos variados (areia, terrenos com muitas subidas e descidas, chão de terra batida, buracos, etc). Isso trabalhará diversos músculos que normalmente nem lembramos que existem (mas que depois que fazemos o treino eles fazem questão de dizer que existem rsrsrs). Minha planilha (correrei 18km nesse evento) semanal sempre consiste no seguinte:
Segundas - treino regerativo (6km beeeeem tranquilos, bem pangaré mesmo, para recuperar o corpo de esforço extenuante);
Terças - Musculação e Yoga (Yoga trabalha flexibilidade e complementa a corrida - e galera... eu sou muuuito encurtado... tenho que fazer mesmo);
Quartas "do sofrimento" - Treinos de tiro (aqui é correr "pra botar os bofes pra fora" que é para ensinar o corpo a tolerar a dor e ficar mais veloz);
Quintas - Musculação;
Sextas - Musculação;
Sábado - Longão (para o X-Terra há muitas corridas em trilhas, em caixas de areia, etc.)
Domingão - Descanso (atleta é gente também ... e descanso faz parte do treino, acreditem!)
Para poder viajar mais de uma vez por ano para correr eu sempre guardo uma parte do meu salário mês a mês. Quando Filipe (nosso treinador) nos diz qual será a próxima corrida e manda os valores eu já tenho uma boa parte da grana guardada. Se der para pagar a vista eu pago (que foi o caso dessa prova). Senão divido no cartão e simbora meu rei!!!
Alimentação: antes de qualquer treino sempre como carboidratos (tapioca, biscoito de arroz, frutas, etc) e proteína (queijo, peito de peru, etc.). Também mando para dentro um copo de suco de uva integral que contêm antioxidantes e ajuda na vasodilatação (melhora a alimentação muscular).  Depois dos treinos eu tomo uma "deliciosa" combinação de when protein com isotônico (que é basicamente proteína e carboidrato). Isso pode ser substituído por um sanduba de pão (para quem pode) e queijo e presunto com um copo de suco ou água de coco. Caso eu treine à noite, chego em casa e janto. Aí vem uma refeição que sempre combina carboidratos complexos (macarrão por exemplo) com proteína. Eu adoro inhame (carboidrato rico em vitaminas e antioxidantes) com ovo e queijo. Mas isso fica a cargo de cada um. O que todo corredor tem que lembrar é que comer certo também faz parte do treino! E é basicamente isso para qualquer viagem que faço para correr.
"Um estranho no ninho 'flamequista”
Como Andrea se acha uma estranha no mundo das corridas, eu decidi topar o desafio de entrar em um grupo onde as pessoas falam um idioma diferente do meu... num mundo onde eu estou apenas tentando sair da "caminhada" e os outros já estão em treinos para 'maratona'. Sim, porque foi assim que me vi na aula de dança flamenca que Andrea me levou. Ela dá um baile (literalmente) e eu fiquei apenas na tentativa de acertar alguns passos.
Primeiramente tenho que dar parabéns ao pessoal lá...da Oficina Flamenca -  QUE DIFÍCIL!!! E que bonito também. Os movimentos em sintonia com a música, a postura... fiquei encantado! E gentem... eu tentei, tentei mas meu 'celebro' não deu conta. São várias informações ao mesmo tempo. A mão tem que se mexer de tal jeito, os pés se movimentam rápido e não são passos que parecem um samba do crioulo doido!!!! Tem toda uma 'técnica'. É salto, salto, golpe, golpe, depois salto de novo... depois vira para um lado, depois para outro... quando a professora fazia os passos um a um com música lenta, eu até conseguia ver a lógica da sequencia... mas quando eu ia executar eu sempre me confundia e mexia a perna errada, ou ia para o lado errado hahahahaha... daí quando a galera passava a coreografia toda junta, ai sem chance para mim! Eu apenas ficava olhando boquiaberto.
O que percebi ali é que, assim como eu e a tchurma da corrida, eles têm códigos próprios.  Eles também viajam para ‘“dançar” (há cursos e festivais no Brasil e no mundo!). Eles se propõem objetivos, estudam, ensaiam... e no final produzem endorfinas do mesmo jeito! E pessoas distintas se unem em torno de uma única paixão. Dessa vez eu fui o “peixe fora d´água", mas fui muito bem recebido e curti bastante a experiência. Eu com certeza gostaria de aprender mais... mas este ariano aqui já tem tantas coisas na lista que colocar mais uma agora seria de pirar o cabeção!!! Mas quem sabe ;D...por enquanto sigo como atleta!  
Escrever este post com Andrea, aliás, foi uma incrível experiência. Essa troca foi incrível e espero escrevermos muitos outros posts par nosso blogs! é o paraiboy de salto e com asas  rsrsrsrs.
cheers !!!”
Então...vejam só a riqueza de relato do Luciano com relação à paixão dele com a corrida...vejam como foi a experiência do flamenco (ele esteve na Oficina Flamenca, uma escola mais que especial para quem ama flamenco)....e nós vamos juntos para Tiradentes, agora mais amigos! Ele como Atleta Profissional e eu como Amadora....mas o que a gente tem em comum e quer partilhar, é o seguinte:
1.   Mexa-se....integre-se em algum grupo de qualquer atividade....não fique lamentando a falta de aventura e emoção de sua vida...faça qualquer coisa....dê o 1º. Passo....eu viajo muito pelo Flamenco, o Luciano viaja pela corrida e ele foi lá e experimentou o flamenco e eu fui lá e estou experimentando a corrida....
2.  Cuide-se ....a única coisa que está sob seu total controle é seu corpo. Temos obrigação de cuidar bem dele, e, mais ainda...com prazer...Luciano tem uma disciplina fantástica...
3.  Aventure-se...e daí que sou uma atleta amadora no meio de monte de profissional? E daí que o Luciano esteve no meio de um monte de gente apaixonado pelo flamenco, tentando acompanhar nossos passos? As conversas e a troca de ideias são fantásticas...e mais amigos vão se espalhando pelo mundo....
4.   Divirta-se...a disciplina não quer dizer falta de diversão. Muito pelo contrário...o Luciano escreveu aqui...a TIME  promove saúde e diversão certa...eu asseguro isso e complemento que também o flamenco proporciona muitas alegrias, além de saúde
5.   Adquira uma Paixão, e você terá muitas aventuras e histórias para contar...
Eu e Luciano estamos de malas prontas...depois dessa prova em Tiradentes, a gente volta para contar os detalhes....até a volta!!!

2 comentários:

  1. Com nossas diferenças, mas com grandes interesses, sempre existe a união.

    ResponderExcluir
  2. Post genial! Adorei Tiradentes, você também vai gostar! Você me inspira, gata!

    ResponderExcluir

Agradeço seu comentário. Andrea Pires

Visite Brasília

Andrea Pires

Blog Com Salto&Asas, um lugar onde compartilho memórias das viagens que mudaram minha vida, mas também inspiro mulheres que queiram experimentar a vida e sua própria companhia! Planejar, Sonhar e Realizar. Assim é que me sinto com o Mundo nas Mãos! Para contato direto comsaltoeasas@gmail.com

Cadastre seu e-mail

Tags

Adquira aqui seu e-book